O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Prevenção

A grande maioria dos problemas relacionados aos dentes podem ser evitados com uma escovação adequada e o uso do fio dental.

A prevenção baseia-se em:
Correta higienização com escova e fio dental;
Consumo inteligente do açúcar;
Uso correto de flúor, para fortalecer os dentes;
Acompanhamento da saúde bucal pelo dentista.

Creme Dental
A escolha adequada do creme dental é feita individualmente para cada pessoa. Observe sempre se possui flúor em sua composição. A escovação deve ser feita sempre com pouquíssima pasta. A quantidade semelhante a um grão de feijão é suficiente

Escova Dental
Cerdas arredondadas, macias e da mesma altura, além da cabeça pequena.

Modo de escovar:
Coloque as cerdas da escova entre a gengiva e o dente, formando um ângulo de 45º.
Pressione as cerdas suavemente em movimentos vibratórios na direção da gengiva para a ponta dos dentes (movimento de “varrer”).
Inicie pelos últimos dentes superiores, do lado esquerdo e pela superfície interna seguindo até o lado direito (movimento de "varrer" ).
Passe à superfície externa dos dentes, iniciando agora pelo lado direito e terminando no esquerdo (movimento de "varrer").
Ainda do lado esquerdo, passe a escovar a superfície mastigatória dos dentes até o lado direito (movimento de vai-vêm).
Repita como indicado para os dentes inferiores.

Fio Dental
Ele garante a remoção eficaz de detritos alimentares das superfícies laterais dos dentes onde a escova não alcança, evitando o acúmulo de placa bacteriana e o surgimento de cáries e/ou tártaro nestes locais. Você deve usar o fio dental diariamente.

Modo de usar:
Curve o fio dental em volta de cada dente dando a forma de um "C" e mova-o para cima e para baixo nos lados de cada dente, até que o fio penetre cuidadosamente no sulco gengival. O fio dental deve abraçar as laterais dos dentes; para cada vão, há duas laterais a serem limpas. Repita essa operação em todos os dentes da boca.

Limpeza da Língua
Remover resíduos de alimentos e de bactérias que se depositam na língua e provocam mau hálito. Deve-se usar instrumentais manuais específicos, como limpadores e raspadores de língua.

Câncer Bucal
O câncer de boca ocupa uma posição de destaque entre os tumores malígnos do organismo devido a sua relativa incidência e mortalidade. Os fatores co-carcinógenos (fatores que predispõem o paciente a desenvolver um tumor maligno) na boca são principalmente o etilismo (álcool) e o tabagismo (cigarro, cachimbo, etc.), as condições precárias de higiene (dentes quebrados, raízes residuais, tártaro, etc.) e as próteses inadequadas ou em más condições. Os raios solares também podem provocar cânceres de lábio. Quanto mais cedo for diagnosticado, maiores são as chances de cura, sendo as seqüelas menores e, portanto, maior a qualidade de vida.

Exame Periódico

Deve-se fazer um auto exame periódico. Ao realizar o exame procure por:
• Mudanças na cor da pele e mucosa (dentro e fora da boca, nos lábios e no rosto);
• Endurecimentos;
• Caroços;
• Inchações;
• Áreas dormentes;
• Sinais de nascença que aumentam de tamanho (em adultos);
• Regiões brancas ou avermelhadas sobre a mucosa e que não desaparecem;
• Dentes quebrados ou amolecidos.

Como fazer o auto-exame

Basta um espelho e um local bem iluminado.

1.Verifique a pele do rosto e pescoço. Veja se há algum sinal que não tenha notado antes;
2.Apalpe os lábios (superior e inferior);
3.Afaste a bochecha com o dedo indicador (dentro da boca) e examine sua face interna;
4.Percorra toda gengiva, apalpando-a com a ponta dos dedos;
5.Coloque o dedo indicador embaixo da língua e apalpe todo assoalho da boca;
6.Incline a cabeça para trás, abra a boca o máximo possível e examine o céu da boca e o fundo da garganta. Apalpe o céu da boca;
7.Ponha a língua para fora, e de um lado para o outro e examine-a de todos os lados. Segure a língua fora da boca e apálpe-a em toda sua extensão;
8.Examine o pescoço. Apalpe o lado direito com a mão esquerda e vice-versa;
9.Apalpe por baixo do queixo.

Encontrando alguma alteração procure seu dentista ou seu médico, para que ele possa fazer um diagnóstico correto, esclarecendo dúvidas e, havendo necessidade, propondo algum tratamento.

Visita ao seu Dentista
Regularmente a cada 6 meses, afim de diagnosticar precocemente eventuais problemas, prevenindo o seu agravamento, bem como os custos que isto poderá determinar.

Agende aqui sua consulta.
2273-1829 / 2061-2997
atendimento@clinicaozelin.com.br
Rua Bom Pastor, 1516, Cj.04 - Ipiranga - SP
Estacionamento Conveniado - Rua Bom Pastor, 1525
Visite-nos nas Redes Sociais
  

2011 Clínica Ozelin - Estética em Odontologia
Resp. Técnico: Alex Joacy Ozelin - CROSP 42635